Pages

terça-feira, março 31

Espreitar Susan Sontag


foto de Henri Cartier-Bresson


19 de Novembro de 1959:
O orgasmo concentra. Desejo escrever. A chegada do orgasmo não é a salvação; mais do que isso, é o nascimento do meu ego. Não posso escrever até encontrá-lo. A única escritora que eu poderia ser é uma que se expõe a si mesma…

24 de Dezembro de 1959:
O meu desejo de escrever está relacionado com a minha homossexualidade. Preciso dessa identidade como arma, para enfrentar a arma com a qual a sociedade me ameaça. Não justifica a minha homossexualidade. Mas dar-me-ia – creio – uma licença. Começo a dar-me conta quanto remorso me causa ser lésbica.

14 de Agosto de 1960:
Não devo fazer amor quando estou cansada
Devo sempre saber quando estou cansada.Mas não o sei. Minto a mim mesma. Não conheço os meus próprios sentimentos

16 de Outubro de 1962:
Sentimentalismo. A inércia das emoções. Não são ligeiras, optimistas : sou sentimental. Agarro-me aos meus estados emocionais. Ou são eles que se agarram a mim?


“Reborn: Early Diaries 1947-1964″, Susan Sontag

Mais para ler aqui.

sábado, março 21

Dia Mundial da Poesia

foto de Teresa Zafon


São as tuas nádegas
na curva dos meus dedos

as tuas pernas
atentas e curvadas

O cravo – o crivo
sabor da madrugada
no manso odor do mar das tuas
espáduas

E se soergo com as mãos
as tuas coxas
e acerto o corpo no calor
das vagas

logo me vergas

e és tu então
que tens os dedos
agora
em minha nádegas

Gozo VII, Maria Teresa Horta

sexta-feira, março 20

Adeus Inverno


foto de Christian Coigny


... e a Primavera começa no desalinho da nossa cama!

Não nos podemos calar


Não podemos deixar passar em claro a notícia que corre mundo :


"A new ActionAid report describes the shocking rise of "corrective" rape in South Africa - in which South African lesbians are being raped in an effort to "cure" them of their sexual orientation. Support groups in Cape Town say they see 10 new cases of "corrective" rape every week. And it's even more widespread around the rest of the country. Many perpetrators of rape already go unpunished in South Africa, but the situation is even worse for lesbian women. Indeed, 31 lesbian women have been murdered in homophobic attacks since 1998, but in only one of these cases has there been a conviction."

No sentido de acabar com este crime hediondo corre uma petição aqui.

Assina e divulga.

quinta-feira, março 19

Aquela que...


Em resposta ao desafio da Maria Papoila, e não respondemos em conjunto!

Mulheres há muitas.
Qual a tua preferida e o que farias com ela?
Escolhe as tuas e passa a três amig@s.

As minhas mulheres :


Aquela que levarias para uma ilha deserta... Sarah Shahi
Aquela que levarias para trás dos arbustos... Angelina Jolie

Aquela que gostaríamos de encontrar no elevador... Xana (Rádio Macau)
Aquela que gostaríamos de nos cantasse uma serenata... Madonna
Aquela que levaríamos para todo o lado... Simone
Aquela que levaríamos a jantar a casa dos pais... Penélope Cruz
Aquela com quem gostaríamos de partilhar o sofá... Giselle Bundchen
Aquela que levarias para a tua cama... Sharon Stone



As mulheres da g :

Aquela que levarias para uma ilha deserta... Diana Chaves
Aquela que levarias para trás dos arbustos... Glenn Close

Aquela que gostaríamos de encontrar no elevador... Jennifer Beals
Aquela que gostaríamos de nos cantasse uma serenata... Ana Carolina
Aquela que levaríamos para todo o lado... A mesma de sempre!
Aquela que levaríamos a jantar a casa dos pais... Laurel Hollman
Aquela com quem gostaríamos de partilhar o sofá... Jodie Foster
Aquela que levarias para a tua cama... Sharon Stone



E passamos a :

Maripoza
Em todas as ruas te encontro
Fiel Jardineira

Pai


foto Sérgio Vasco


Se ainda cá estivesses ainda que velhinho, eu diria Feliz Dia do Pai, eu viria almoçar a correr, tu sorririas mal sentisses a chave na porta, e perguntarias se eu tinha apanhado muito trânsito, eu diria sim ou não, conforme o caso, far-te-ia a barba a correr e almoçavamos trocando conversas simples.
Punha-te a manta pelas pernas e diria até logo, tu sorririas e dirias vai lá filha, não te atrases!
E eu sei que contarias todas as horas até eu chegar, ouvirias todas as notícias e não descansavas enquanto eu não voltasse a pôr a chave na porta.
Tu lá estarias no mesmo sitio à minha espera, e eu viria a voar para não me atrasar.
Agora não sei se volto a voar porque só lá está o lugar!

terça-feira, março 17

Obsoletos



Lido por aí :

"Recebemos, actualmente mais informação num dia do que uma pessoa recebia a vida inteira em 1900. Mas metade daquilo que sabemos hoje não vai servir para nada daqui a cinco anos. Resumindo, se daqui a cinco anos continuamos a saber o mesmo que hoje, metade de nós estará obsoleto."

domingo, março 15

No sono da noite

foto Nuno Canhão

No sono da noite
Na noite sem sono
Tão bem quanto posso
Calmamente me abandono
Ainda que sem me dar
Dando me dou
Só por te amar
Amando-te sou
Abandono-me nos teus braços
Deixo os teus lábios percorrerem
Tudo o que sou
Num suspiro de amor
Tão inteiramente me dou
Ainda que sem me dar
Dando-me sou
Só por te amar
Amando-te sou
As tuas caricias
Água para a minha sede
O teu amor
Que a minha alma recebe

Ainda que sem me dar
Dando-me sou
Só por te amar
Amando-te sou!


in Sentinela da Madrugada, de Maria André


quarta-feira, março 11

O olhar do amor




foto de Nuno Monteiro


"Frio, cego.Inspira, expira. Não aceita a acusação; não acredita na sua veracidade. A verdade não é dita na raiva. A verdade é dita, se alguma vez vem a ser dita, no amor. O olhar do amor não se ilude. O amor vê o que há de melhor no ser amado, mesmo que quando aquilo que há de melhor no ser amado tem dificuldade em vir à luz!"

O Homem Lento, J. M. Coetzee

sexta-feira, março 6

A verdade na mentira


Da a :


1. Gosto de touradas. Verdade (podem fazer comentários, mas gosto, sou filha de ribatejano e desde pequena que me habituei a vê-las e senti-las)
2. Tenho medo de cães. Verdade (mudo de passeio e agarro-me à g quando tenho que passar por eles, não importa o tamanho, se estiver de visita em casa com cão têm de o pôr noutro local)
3. Não bebo vinho tinto. Verdade (não consigo beber, só branco ou rosé, tinto nunca provei não me agrada aquele escuro pela garganta abaixo, manias)
4. A primeira vez que entrei num estádio de futebol tinha 3 anos. Verdade (pela mão do meu pai e lá me fiz benfiquista de paixão)
5. O meu prato favorito é pato (de qualquer maneira). Verdade (mesmo, adoro)
6
. Não gosto de cerejas.
Mentira ( são a minha fruta favorita, logo que aparecem, é pena não ser fruta de todo o ano)
7. Não gosto de conduzir. Mentira (Adoro, e tenho milhares de kilómetros por essa Europa fora ao volante, é um prazer mesmo em férias)
8. Não gosto de jogar matraquilhos. Verdade (Adoro futebol mas de matraquilhos não gosto, posso até ver mas participar não me peçam.)
9. Na cozinha sou um desastre. Mentira (Sou boa cozinheira, é o que dizem)

Da g :

1. Sou fã incondicional da Simone. Mentira (ela é que é, eu acompanho-a mas a paixão é dela, se estivessem atentas aos posts em que se fala da Simone viam que são dela, o que vale é que não sou ciumenta)
2. Tenho um carro de colecção. Verdade (a a é que diz que é de colecção porque já o tenho há uns anitos largos, mesmo há muitos e não me convecem a desfazer dele, já podia pertencer a um desses clubes, sim porque não)
3. Tenho 2 peixes num aquário. Verdade (um foi prenda de aniversário de namoro, o outro de dia dos namorados, são o Mimo e a Princesa)
4. Já plantei tudo o que é horta. Verdade (nasci no campo, criei-me lá e percebo de horta)
5. Adoro desportos radicais. Mentira (gosto de tudo muito calmo,nada de adrenalina... desta dispenso)
6. Não gosto de poesia. Mentira (alguns dos posts de poesia são meus, mais do que a prosa a poesia preenche-me e escrevo-lhe poemas, sim)
7. Gosto da noite. Verdade (porque na noite somos mais nós, mas não gosto de me deitar tarde)
8. Não gosto de andar de barco. Verdade (Desde que fui às Berlengas, para grande desgosto dela que adora barcos e sonha que um dia é o dia... de comprá-lo e meter-me lá dentro)
9. Já tomei banho, no mar, nua numa noite de luar. Verdade (Na praia da Ponte, numa noite lindissima de luar com ela o tempo todo a gritar que eu estava a fazer a digestão)


Estiveram perto mas não acertaram em todas, concluimos que me conhecem melhor a mim do que à g, nela nenhuma acertou em mais do que uma mentira, quanto a mim houve quem acertasse em duas. Serei mais transparente?

E agora conhecem-nos melhor?

segunda-feira, março 2