Pages

quinta-feira, dezembro 30

Feliz Ano Novo


Cabo Carvoeiro

Não se esqueçam de sonhar, e que de alguma forma esse sonho se possa tornar algum dia realidade!

Bom Ano Novo para tod@s!

domingo, dezembro 19

Conto


Amavam-se, partilhavam segredos e loucuras, riam juntos. Viviam juntos. Tinham casas e contas separadas há muitos anos. Ele pediu-a em casamento, ela disse que ainda não era tempo. Ele esperou, insistiu, ela disse-lhe que mais adiante, mas em comunhão nem pensar, ele pensava que estavam a construir juntos. A família dela há muito que tinha passado uma borracha na existência dele. Ela aceitou, não contestou, não quis ou ignorou. Semana sim, sábado sim, domingo não, ela aceitava o convite, dizia-lhe que vinha cedo e saía, ia visitar a família. Ele calava, não contestava, de nada servia, ela dizia para esperar, contra factos ele não argumentava. Naquele domingo, ela deu-lhe um beijo, disse até logo, ele calou. Quando ela voltou, procurou-o. Ele tinha saído.

quarta-feira, dezembro 8


A solidão acaba numa porta fechada e não basta a capacidade de nos transformarmos noutro ser para abrir a porta.

sexta-feira, dezembro 3

Dever à vida


Dever à vida é ter estado parado no passeio errado, contemplando o passeio certo do outro lado da avenida e não ter tido a coragem de atravessa-la.
Dever à vida é termos tido medo do atropelamento, desconhecendo que, parados, nos atropelamos a nós próprios.
Dever à vida é reconhecer, mal nos levantamos pela manhã, que a paisagem é o deserto.
Dever à vida é sentirmos, que secaram na consciência, os castelos de ilusões da infância.
Dever à vida é estar vazio, de braços caídos, olhar sem brilho, e sentir que por mais que a queiramos encher, assim permanece .