Pages

domingo, maio 25

Ontem à noite...


De repente no ecrã apareceu esta senhora... assombrosa!



a cantiga não era grande coisa mas saltaram à vista outros dotes.
E eu que já não via o Festival da Eurovisão há anos!

quarta-feira, maio 21

O Tempo



O tempo esvai-se, como ampulheta, com ritmo certo, ele vai passando e cada vez o estreito é maior e cada vez há menos tempo até ao vazio.
O tempo é injusto, por vezes distraimo-nos, não damos conta e já não há tempo, essa coisa que ninguém vê a não ser nos rostos que nos rodeiam, essa coisa terrível que ninguém pára, desenvolve-se, e já nada tem a ver com o passado, e só nos deixa uma certeza, viver hoje, porque amanhã quem sabe
...


sábado, maio 17

Gaivota

Fiorde dos Sonhos

Um dia quebrarei todas as pontes
Que ligam o meu ser vivo e total
À agitação do mundo irreal
E calma subirei até às fontes (...)
Irei beber a luz e o amanhecer Irei beber a voz dessa promessa
Que às vezes como um voo me atravessa,
E nela cumprirei todo o meu ser.

Sophia de Mello Breyner Anderson



quinta-feira, maio 15

Certezas

Menorca


"Duvida que as estrelas sejam fogo, duvida que o sol se mova, duvida que a verdade seja mentira, mas não duvides jamais do meu amor"

Shakespeare


quarta-feira, maio 7

Vício


foto de Bernardo Coelho



Tenho dois vícios apenas, o vício no sorriso com que os teus lábios me brindam quando chego, e o vício sem fim de senti-los, beijá-los, deixar que se unam aos meus e dêem largas a um prazer que se renova em cada dia que juntas desenhamos.




segunda-feira, maio 5

Cinzas


«O silêncio que me rodeia pesa como chumbo. O dia está cheio de sol mas que me importa isso se dentro de mim escorre uma cinza, um escuro espesso, uma treva onde mergulho o pensamento e tudo se turva.

Apetecia-me dar-te a mão e fechar os olhos – e pelos bosques imaginados ir, noite adiante, esquecendo tudo…»

Al Berto

sábado, maio 3

quinta-feira, maio 1

Paraíso




Um espectáculo diferente, a dança, a música, o sketch, o insólito, alguns momentos hilariantes, seis talentos, um palco composto de projectores, uns sofás de cabebal com rodas...Paraíso.

"A dança é essencialmente hetero, o homem comanda a dança, e a mulher obedece", como é dito no inicio contrasta com a espectacular exibição de um tango a duas que silenciou por completo a sala esgotada mas não cheia.

"O Paraíso" com coreografia de Olga Roriz a não perder:
23 Maio : Redondo
31 Maio : Beja
5 Julho : Faro
11 Outubro : Viana do Castelo