Pages

quarta-feira, abril 29

Desabraçar

foto de Paulo Madeira


Vinha de longe, há muito que sonhava voltar aquele lugar, queria um momento que outrora sentira.
Tinha partido por não conseguir estar, tinha procurado bem longe algo ou alguém que lhe fizesse esquecer aquele lugar, sempre sonhou com momentos que nunca sentiu, tinha partido nessa busca, que cria, haveria de existir nalgum lugar, queria um momento em que de tão sentido, que era, não conseguisse desabraçar!

12 comentários:

orquídea disse...

I can relate to that!..
:)

Boo disse...

Quer momentos de inspiração andam por aqui!! :)

Este texto esta muito bonito, como também estava o anterior, em que me meti contigo! :)

São momentos e situações que acontecem, sim... e às vezes mais do que as que gostariamos. :)

Beijinhos x2! :)

Boo disse...

Está ali um "r" a mais... rais'parta as teclas!! :P

S-Kelly disse...

Às vezes há abraços de sete braços e mais um, em forma de tentáculo, que abraçam e dificilmente se soltam. E isso é bom!

g disse...

orquidea Quanto vezes o partir é por não ter esse desabraçar!

Boo É a Primavera, ou apenas um olhar para trás.

S-Kelly Muito bons mesmo, e todos deveriamos sentir alguma vez na vida.

estrelaminha disse...

bom dia!
muito dificilmente conseguimos abraçar o que ficou para trás. ;-)
bom fim-de-semana!
beijocas

g disse...

star Só mesmo em pensamento, mas no caso, que é ficção, nem ter memória...

maripoza disse...

bem.. por aqui respira-se mesmo inspiração... e bom gosto :)

Bom fim de semana :)

beijinhos

alma disse...

Desabraçar...que conceito interessante.
Como em desvincular?

g disse...

maripoza É um prazer saber que gostas.

Bjs

alma O prazer de brincar com as letras, é o separar.

Anonyma disse...

E, isso existe g?
:(

g disse...

Anonyma Só mesmo na minha cabeça!

;)