Pages

quarta-feira, novembro 26

Cena quotidiana


foto de Ricardo Ferreira da Costa


Ontem cheguei ao local onde estaciono habitualmente e diz-me o "moedinhas":
-Olá, não a tenho visto, tem estado doente?
-Não, o meu carro esteve na oficina e tenho trazido outro mas deixei-o na garagem, por causa dos toques.
-Uhmmm andou com o carro do marido?!
Eu ri-me, pensei para mim, da marida, e disse para ele:
- Sim, tenho andado com carro do marido!
E lá fui rua acima a sorrir e a pensar: marido, marida, marido, marida...

8 comentários:

Pioio disse...

É daquelas coisas que a tod@s já aconteceu num ou noutro momento, lá respondes uma coisa e pensas baixinho noutra que nada tem a ver :D

estrelaminha disse...

boa tarde!
há quem encare essa situação como natural e existe quem dramatize.
ainda não passei por isso, ou se já passei, tenho de tal forma interiorizado que é "a amiga", que pode acontecer nem me aperceber. ;-)
beijos

g disse...

Pioio Eu achei mesmo graça, foi à mina hesitação, digo que sim, digo que não...porque de facto, é e não é, mas é como se fosse...:)

estrelaminha Pois, naturalmente eu diria que era uma amiga, que tb naturalmente não é só uma amiga.

Maria Papoila disse...

Marida, esposa, mulher, que importa é a gaja que é nossa e amamos.

Acid Pig disse...

LOL bolas... isso acompanha-me todos os dias, com o carro, com as colegas que acham que tenho um namoradO... sei lá... já só me dá para rir!!! :)

Ps- Estou de volta... e que volta!

g disse...

Acid É comum acharem que temos alguém, mas aqui eu senti que ele tinha dito a palavra certa;)

Bjs

fiel.jardineira disse...

Pois, "é o carro do meu amor, da minha cara metade"... dá sempre certo ;)
Bjs

g disse...

fiel Loool)))) Bem observado, para a próxima vou-me lembrar disso.

Bjs