Pages

quinta-feira, janeiro 29

Arco-Íris Islandês




A Islândia, que de país mais rico do mundo se transformou num país na bancarrota, poderá vir a ter o primeiro chefe de governo assumidamente homossexual.
Johanna Sigurdardottir, de 66 anos, antiga Ministra dos Assunstos Sociais, social democrata, poderá suceder ao 1º ministro demissionário, pelo menos até às eleições antecipadas de 9 de Maio.

A ministra demissionária dos Assuntos Sociais é vista como a «tábua de salvação» para as crescentes tensões sociais no país, sendo conhecida por ter distribuído generosas quantias de dinheiro público para a ajuda a doentes, idosos e organizações contra a violência doméstica.
No entanto, os sectores mais conservadores defendem que as tendências esquerdistas e a falta de experiência empresarial de Johanna Sigurdardottir não a vão ajudar no restabelecimento da economia da Islândia
.

Lésbica assumida, Johanna Sigurdardottir vive com uma jornalista e arrisca-se a ser a primeira mulher líder do governo islandês.

7 comentários:

Chocolover disse...

Posso ir p'rá Islândia? ... posso, posso, posso? ...

orquídea disse...

Nos tempos que correm, realço a frase "falta de experiência empresarial". Pode ser isto que faça a diferença. E é bom ver que nas críticas (pelo menos as que aqui transcreves) não constam referências à vida privada da Srª....

Beijo

g disse...

Chocolover Bora lá!


Orquídea Nem sempre os media são tão benévolos, é de estranhar.

Bjs

kris disse...

a e g

as mulheres vão liderar o mundo!!!

estou de volta..

beijo às duas meninas

g disse...

kris Bom regresso.

Bjs e Bfs

Special K disse...

Força para ela, tem uma dura tarefa pela frente.
Bjks

g disse...

Special K Olá Special K bom regresso também para ti.