Pages

quinta-feira, janeiro 3

Exaustão


Fraga da Pena (2007)


Nas enseadas dos segredos
Há uma outra vida em surdina
De encontros breves e intensos
De renasceres nunca encontrados

As aves nas escarpas negras
Fazem a dança dos excluídos
Quanto mais perto da morte
Mais rente o peito da rocha

Lá estão os amantes em suspenso
Em voos rápidos e acutilantes
Desprezando o relógio dos costumes

É preciso percorrer essas enseadas
Criar tempo e imaginá-las
Até à exaustão dos sentidos e das noites

Carlos Oliveira Cruz

Sem comentários: