Pages

sábado, maio 17

Gaivota

Fiorde dos Sonhos

Um dia quebrarei todas as pontes
Que ligam o meu ser vivo e total
À agitação do mundo irreal
E calma subirei até às fontes (...)
Irei beber a luz e o amanhecer Irei beber a voz dessa promessa
Que às vezes como um voo me atravessa,
E nela cumprirei todo o meu ser.

Sophia de Mello Breyner Anderson



11 comentários:

RV disse...

poema bonito, no dia de hoje;

sejam felizes apenas por serem como são;

bj x2
( p semana já estou aí, hihihi)

Anónimo disse...

.....é uma das fotos mais bonitas que já vi por aqui...apetece-me voar com ela...hoje estou assim.
Maria julieta:)

a disse...

rv Obrigada, pois é está quase!

Bjs nossos

Julieta Obrigada pela visita. Este lugar é de facto especial.

Special K disse...

Como é bom ser gaivota e voar sobre os mares.
Bjks

a disse...

E estas nos fiordes voam até à nossa mão.

Bjs.

MC disse...

Oi moças ;-)

Bjos para as duas

a disse...

mc Olá miúda.

Bjs nossos

Simone Oliveira disse...

Inquietante... como minhas letras, como as tempestades, como essa gaivota...
Inquietante como a música linda ao fundo.
Gosto daqui.

Bjs nas duas,
Si

rach. disse...

Já deixei, lá atrás, comentário ao sr Idiana.


"beber a luz e o amanhecer" é dos espectáculos mais belos que a Natureza tem para nos oferecer. Em troca apenas o espanto...
Na agitação irreal do dia a dia, sonhos e camélias como saldo bancário; Camões rezando oitavas e Missas de Bach e de Mozart....


Beijos 4you

sf disse...

Mais um poema lindo, de uma escritora que tb gosto muito, a Sophia...!
A foto tb é inspiradora!Já apetece mar, areia, mt sol, etc etc...!

Um dia destes temos de nos conhecer, a e g...!

Bjinhos!

a disse...

Si, As suas letras também são lindas.

Gostou da música? E da que lhe mandei?

Bjs

rach, O saldo bancário ... esse malandro!

Já respondei lá atrás.

Bjs

sf, Temos...

Bjs pra vocês.