Pages

segunda-feira, outubro 15

Sexo oral



foto de Hartmut Norenberg



Primeiro a tua língua molha o meu
coração, num vagar de fera. Estendo
aurículas e ventrículos sobre a mesa, entre
os copos, que desaparecem. Não há mais
ninguém no bar cheio de gente. Abres-me agora os
pulmões, um para cada lado, e sopras. Respiras-me.
O laser das tuas palavras rasga-me o lobo
frontal do cérebro. A tua boca abre-se e fecha-se,
fecha-se e abre-se avançando por dentro da minha cabeça. As minhas cidades
ruem como rios, correndo para o fundo dos teus olhos.
O tempo estilhaça-se no fogo
preso das nossas retinas. O empregado do bar
retira da mesa o nosso passado e arruma-o na vitrine,
ao lado dos exércitos de chumbo.
Entramos um no outro,
abrindo e fechando as pernas
das palavras, estremecendo no suor dos
olhos abraçados, fazendo sexo
com a lava incandescente dessa revolução
imprevista a que damos o nome de amor.

Sexo Oral, Inês Pedrosa

18 comentários:

a disse...

...ainda derreto com tanto molhar !

g disse...

Derrete que eu gosto assim !

Maria Papoila disse...

Da lobotomia até ao abrir e fechar de pernas vai uma inspiração de lava. Quente este amor!

Silver disse...

uf!
;)
bjiiiinhes

LemonTea disse...

Poderoso! :) Beijos!

g disse...

papoila, Hot! Hot!...

silver, :) Bjs x2

lemon, Muuuito!
Bjs nossos

rach. disse...

hummmm... hummmmm...eu não faço comentários acerca da poesia da Inês Pedrosa

:-0)

Évora à Sombra disse...

Nem sei porque aqui vim parar...
Secalhar por ter como esperança a vossa vinda até mim.

EcoWarm disse...

Epá, agora que vou estar abstinente por mais de uma semana, não me dava jeito nenhum ter lido isto!...Olha a minha vida, hem?!...

g disse...

rach Para mim foi uma agradável surpresa.

Évora Há cliks assim!

Eco Como isso vai....
Ó mulher, não precisas de me contar os promenores...

butterfly disse...

Ao ler Inês Pedrosa, lembrei-me de uma amiga minha que consegue jogar com as palavras com tanta força como a Inês.
Foi num blog dela que tomei contacto com a poesia de Inês Pedrosa.
Um poema tórrido mas, já li outros de que gostei mais.
Beijo

g disse...

butterfly, Poesia não conhecia dela mas vou ficar atenta pois o 1º contacto foi bastante agradável.

Chocolover disse...

Que lindo qu'isto vai!

Hoje, sexo oral, amanhã ... sabe-se lá o quê?!?! ... enfim, pormenores linguísticos ... ;)

Simone Oliveira disse...

Nossa... falta fôlego até pra comentar.
Quente. Doce. Resfolegante!!!! rs...
Bjs,
Simone

g disse...

Choquito Amanhã ... talvez escrito !

Alô Simone Já recuperas-te o fôlego :)
Bjs do outro lado do oceano: "tanto mar"

sf disse...

...que coisa forte, essa do "sexo oral"...!
Inspirador este poema...cm os amores fortes...!
bjs :-)

a disse...

sf, Eu a pensar que tinhas fugido!
Boa surpresa estas linhas!
Amores fortes, sim! :)

Bjs nossos.

sf disse...

a, não fugi, às vezes sou só observadora, outras tb comentadora..! mas nc deixo d vos visitar...!Tb é uma ligação forte, acreditem... :-)

Bjinhos d nós( sf e ji) pra vós!!