Pages

domingo, setembro 2

Tornado


"Na Primavera dos seus vinte e dois anos, Sumire apaixonou-se pela primeira vez na vida. Foi um amor intenso como um tornado abatendo-se sobre uma vasta planície, capaz de tudo arrasar à sua passagem, atirando com todas as coisas ao ar no seu turbilhão, fazendo-as em pequenos pedaços, esmagando-as por completo. Com uma violência que nem por um momento dava um sinal de abrandar, o tornado soprou através dos oceanos, arrasando sem misericórdia o templo de Angkor Vat, reduzindo a cinzas a selva indiana, tigres e tudo, para depois, em pleno deserto pérsico, dar lugar a uma tempestade capaz de sepultar sob um mar de areia toda uma exótica cidade fortificada. Em suma, um amor de proporções verdadeiramente monumentais."

"Sputnik, meu amor" de Haruki Murakami

13 comentários:

Boo disse...

É um livro bonito este! :)

a disse...

Agora que estava a pensar visitar Angkor...

Diva disse...

:)
Foi o primeiro livro que o meu Amor me ofereceu...Maravilhoso!!!
Bisous

g disse...

boo Fez-me querer visitar a Grécia.

aMas vais, vais !

diva A mim ofereceu-me uma amiga recente, de que muito gosto, e tenho a certeza que foi escolhido com muito carinho!

Obrigado pela visita.

butterfly disse...

Não conheço.
editora, pf?
Um abraço

Viz disse...

Adorei este livro...embora senti-me em trans....pedrada mesmo
bjkas

Chocolover disse...

Hello girls!

Nem de propósito ... :)

tagarelante disse...

um livro mt bom mesmo.. gostei de ler, se bem q fiquei com a sensaçao que houve ali coisas q me passaram um bocado ao lado.. suponho q um livro bom de mais pa mim! lol...

a disse...

butterfly, Casa das Letras. (s.f.)

viz, E eu na roda.

Choquito, Pois.
De volta?

tagarelante Nunca é demais uma segunda leitura...

white_angel disse...

fiquei curiosa vou ver!
parece mto interessan!:)

a disse...

white_angel Lê e depois comenta.

Anonyma disse...

Sniff...
Que aborrecimento...
Será que sou a única a achar este livro um livrinho?
Mas tenho uma sugestão e vou deixá-la: Djuna Barnes.
O "Bosque da Noite" é fabuloso e muito bem escrito.
Embora este livro não seja da temática LGBT, a sua autora foi talvez precursora na temática lésbica.
A "Ladies Almanack" está disponível na net e é hilariante.
E, exitem outras obras disponíveis, se se derem ao trabalho das procurar...
;)

a disse...

anonyma, Fica o registo.