Pages

segunda-feira, janeiro 8

Escondem muito...

Ou não. Por fora é o que se vê, grandes, pequenas, coloridas, materiais diversos. E por dentro? As chaves do carro e da casa, os documentos, telemóvel e pouco mais... não, há a agenda, os bilhetes do concerto, duas canetas não vá uma falhar, os brincos de ontem que já não dão com o vestido de hoje, os cartões de crédito, os que acumulam pontos na bomba de gasolina, no supermercado... a t-shirt, não vá o calor apertar. As cartas e os poemas de amor escritos no trânsito e esquecidos por falta de coragem, o livro que serve de companhia no metro e, já agora, o ipod.
Escondem muito, muito mais... vasculhando bem conhecem-se rostos e segredos nunca revelados...
Um universo que revela intimidades.

2 comentários:

sotavento disse...

Tenho uma mania horrível (tento corrigir mas meia volta distraio-me), adoro abrir a mala da pessoa que está ao meu lado e procurar lápis e canetas!... Até hoje nunca ninguém se ofendeu mas, já que pões as coisas nesses termos, no fundo estou a vasculhar a intimidade de alguém!... Desta é que é, vou parar com o vício!... :)))

a disse...

sota, é que as malas têm mesmo segredos...já pensaste na tua?! ;)