Pages

terça-feira, janeiro 5

Ausência

foto de Filomena Chito


Num deserto sem água

Numa noite sem lua
Num país sem nome
Ou numa terra nua

Por maior que seja o desespero
Nenhuma ausência é mais funda do que a tua.

Sophia de Mello Breyner Andresen

5 comentários:

Pedrasnuas disse...

QUANDO O AMOR É SUBLIME E VERDADEIRO A AUSÊNCIA DO SER AMADO FAZ MOSSA...E É FUNDA SIM...

SUBSCREVO

UM ANO IGUALZINHO AO QUE ME DESEJASTE...

A.S. disse...

A ausência dói... imenso!SIM!...
Mas a pior das ausências é aquela que sentimos apesar de acompanhados!!!


Beijos...
AL

tulipa disse...

A ausãncia de alguém que se ama é algo que dói muito.
um abraço
tulipa

Anónimo disse...

Olá Olá!
Quis mandar email mas n tinha a certeza de ser ainda o mesmo :(

Beijinho grande para as duas
MC

Simone Huck disse...

Ausência-labiritno.
Ausência-infinito.
Lindo aqui. Adoro.
Acho que em 2010 ficarei mais por essas terras...
Bjs duplos.