Pages

segunda-feira, julho 13

Palavras

Fotografia de iZgo

"... as palavras vêm do peito, passam pela garganta e desfazem-se no ar esperando que alguém as apanhe com as duas mãos cerradas..."


Pedro Paixão, O Mundo é Tudo o que Acontece

7 comentários:

Anonyma disse...

Sons articulados, musicais talvez, que lançamos assim no vazio, ecos de nós próprios, perdidos, por vezes, em desfiladeiros sem fim...Mas...outras vezes, o nosso eco retorna...porque ainda há quem cuide em ouvir, cuidar, apontar...

estrelaminha disse...

boa tarde!
quando vêm de um peito sincero, estou convencida que existem mãos prontas para as agarrar.
tem uma boa semana!
beijocas

maripoza disse...

E às vezes quando chegam às nossas mãos já se perderam tantas pelo ar, que acabam por chegar em frases indecifráveis, fora de contexto e, por vezes, até com alguma extemporaniedade...

Beijinhos

a disse...

anonyma, ...e as agarre com as duas mãos para as fechar logo a seguir.


estrelaminha, Mas cada vez mais esses rareiam.

Bj

maripoza, Interessa é que cheguem, depois damos-lhes o sentido que julgamos ser o certo.

Bj

Narcisa D'Almeida disse...

O P.P. tem frases fantásticas. :)

orquídea disse...

Verbos. Gosto de verbos!

Beijos x2

a disse...

narcisa, Concordo.

Benvinda ao nosso cantinho.

orquídea, ...e não são eles também palavras?