Pages

segunda-feira, abril 6

O anjo da história ou a visão da esperança e do desespero


“Uma pintura de Klee mostra um anjo prestes a afastar-se de algo que olha com grande concentração. Os seus olhos estão fixos diante de si, escancarados, a boca aberta, as asas prontas para o vôo. É assim que se pode imaginar o anjo da história. O seu rosto está voltado para o passado e onde nós vemos uma cadeia de eventos ele percebe uma catástrofe única que se acumula, destroços sobre destroços, e os atira a seus pés. Talvez o anjo desejasse ficar, acordar os mortos, consertar o que foi arruinado. Mas uma tempestade sopra do Paraíso; pegou as suas asas tão violentamente que o anjo não as consegue mais fechar. A tempestade suga-o para trás, para o futuro, enquanto os destroços se acumulam em direcção aos céus, diante dos seus olhos. Essa tempestade chama-se progresso.”

Walter Benjamin, Ninth Thesis on the Philosophy of History

5 comentários:

Da Aldeia disse...

bom... se de um lado faz vento, do outro temos tempestades! ;)
boa tarde!

estrelaminha disse...

boa tarde!
não há nada que evite as tempestades. ;-)
tenham uma boa semana!
beijocas

Anonyma disse...

Um rosto voltado para o passado...
Quase uma alegoria à nossa história, não te parece?
O futuro é incerto, sê-lo-á talvez sempre, mas é o caminho que se impõe, o passado é a bagagem do viandante, umas vezes pedra, outras vezes alimento, e tão somente um futuro que já não é...
Triste é que muitos de nós amem apenas esse anjo, incapazes de com o mesmo despudor olhar em frente...

as velas ardem ate ao fim disse...

Não conhecia nem o texto nem a imagem.E gostei!

Tb gosta da nova cara do aLMA gÉMEA.

bjo

fiel.jardineira disse...

O anjo está em nós...
Bjs