Pages

sábado, janeiro 24

Viagem


Porto Colom (2002)


Aparelhei o barco da ilusão
E reforcei a fé de marinheiro.
Era longe o meu sonho, e traiçoeiro
O mar...
(Só nos é concedida
Esta vida
Que temos;
E é nela que é preciso
Procurar
O velho paraíso
Que perdemos).
Prestes, larguei a vela
E disse adeus ao cais, à paz tolhida.
Desmedida,
A revolta imensidão
Transforma dia a dia a embarcação
Numa errante e alada sepultura...
Mas corto as ondas sem desanimar.
Em qualquer aventura,
O que importa é partir, não é chegar.


A Viagem, Miguel Torga

8 comentários:

Cris (Mahinder Kaur) disse...

Hum, convém chegar a algum lado...! :P

tulipa disse...

As vezes tenho medo de partir e não chegar tenho muita gente à minha espera...
um abraço
tulipa

Maria Papoila disse...

Como diz a canção: "chegar e partir
são só dois lados da mesma viagem".

(é sempre uma aventura partir daqui, chegar aqui é saudade)

g disse...

Cris Mas o maior prazer é o da partida!

Bjs

tulipa É bom termos gente à nossa espera.

Um abraço para ti.

Papoila Uma viagem que se quer feliz!

maripoza disse...

hummm... gosto mais quando parto e sei que vou chegar... será excesso de zelo? :)

beijos às duas

a disse...

maripoza, Realista.

Bjs

Smile disse...

Se partimos de algum lugar é sinal que tínhamos chegado a esse lugar… acho que é um ciclo… partir e chegar... e partir de onde tínhamos chegado...
Confuso não? Ou estou dada à filosofia ou acho que é o soninho e já não digo coisa com coisa :-)
Bjs pra vcs

a disse...

smile, É o ciclo da vida.