Pages

quarta-feira, outubro 29

Começar de Novo

Ribeira do Porto, 2008


Esta gaivota que vai
seguindo o navio.
Este céu que despreza a morte.
Esta luz, este rio.

Tudo num sonho que apenas
foi desenhado
para eu aprender de novo
a viver a teu lado.

Vento no rosto
e tanto sol nos meus braços
tanto sol que depois te cerca
a travar os teus passos.

Tudo num sonho
que foi assim desenhado
para tu começares de novo
a viver a meu lado.

Dentro de nós, temos nós
de seguir a lição
desta luz que a manhã
nos oferece novamente.

Dentro de nós vai o mundo
tornar-se canção
é preciso que tudo
comece novamente.

Tudo num sonho
que apenas foi desenhado
para eu aprender de novo
a viver a teu lado.

Tudo num sonho
que foi assim desenhado
para tu começares de novo
a viver a meu lado.


David Mourão-Ferreira


Dedico este poema ao Porto e às suas gentes.

11 comentários:

kris disse...

gostava de começar de novo....

estrelaminha disse...

boa noite!
como portuense de gema, sinto-me lisonjeada.
lindo!
beijos

g disse...

kris Por vezes tem mesmo de ser ainda que não seja nada fácil.

estrelaminha Ainda bem que gostaste, o Porto tem gente fantástica, e a zona da Ribeira num dia de sol é espectacular.

Bjs

Scorpio_Angel disse...

A ribeira é realmente um ex-libris :)

g disse...

Scorpio Sem dúvida.

fiel.jardineira disse...

Bonito... bjs

g disse...

fiel :)

t. disse...

E Biba o Puertoooooo!

g disse...

t ;)

Cris disse...

Ora, que bom! Obrigada!

g disse...

Cris De nada. Obrigada pela visita.

Bjs