Pages

sexta-feira, março 7

Vão-se os dedos...




"Esta noite sonhei oferecer-te o anel de Saturno
e quase ia morrendo com o receio
de que não te coubesse no dedo"

Jorge de Sousa Braga

3 comentários:

g disse...

Anel que tu me dês terá sempre a medida certa.

Special K disse...

Um poema pequeno mas grande em beleza. Gosto muito do Jorge sousa Braga.
Obrigado pela visita e por terem aí o meu link.
Beijos

a disse...

special k Concordo. Obrigado pela visita.